sábado, outubro 24, 2020
Home > Artigos > Você está de olho nas finanças da sua empresa?

Você está de olho nas finanças da sua empresa?

Receita cobra R$ 1,6 bilhão de empresas no novo Refis

Se tornar empreendedor hoje é uma tarefa que demanda bastante comprometimento e estudo frequente. O primeiro passo para abrir uma empresa é olhar para o bolso. Não é avaliar quanto capital você possui para investir, mas sim, conferir sua capacidade de gerenciar as finanças e acima de tudo, controlar as contas.

Não saber poupar, gastar mais do que deve e subestimar a gestão de contas é a causa do endividamento de mais de 50% das famílias brasileiras, segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). De acordo com a CNC, estas famílias estão endividadas não pela falta de dinheiro, mas de planejamento.

Existem três tipos de despesa: as fixas, como uma conta de luz, água e internet, as variáveis, como uma ida ao cinema, e as de emergência, que exigem um excedente em sua conta.  É muito comum na cultura brasileira, gastar até o último centavo do que ganham, sem pensar que é importante guardar dinheiro para possíveis imprevistos. Uma dica: Faça um teste, tente guardar 10% dos rendimentos do próximo mês e veja como é fácil começar esta pequena poupança para imprevistos.

Uma pergunta que todo empreendedor deve saber é a seguinte: Você sabe exatamente quanto gasta todo mês, das despesas mais caras até o cafezinho na hora do almoço? Provavelmente, não. Uma dica que especialistas em finanças sugerem é que conhecer as próprias contas é o primeiro passo para não extrapolar nos gastos e ficar em dívida.

Muito cuidado também com os cartões de créditos! O grande vilão nesta hora. As operadoras de cartão costumam oferecer aos clientes limites bem maiores do que suas rendas. Por isso, é interessante estabelecer seu próprio limite.

Um último ponto que deve ser levado em conta é entre os que já são empreendedores, um erro muito comum é misturar as contas da empresa com as da família. Por exemplo, na hora de pagar o supermercado, ele sangra do caixa da loja. Para muitos, essa prática não afeta em nada, já que ele é o dono da empresa. Mas pelo contrário, quando se faz um saque para pagar despesas pessoais, é afetado todo o planejamento financeiro da empresa.

Vale ressaltar que um sistema de gestão pode te auxiliar e muito nos processos financeiros e produtivos do seu negócio. Com um ERP eficiente, você controla sua empresa, agiliza seus processos e aumenta sua eficácia gerencial. Quer saber mais sobre isso? Clique aqui.

Se você conhece outras dicas para ficar de olho nas finanças da empresa, não deixe de comentar! Vamos juntos ajudar os empreendedores na caminhada para o sucesso.

Você está de olho nas finanças da sua empresa?