sábado, outubro 31, 2020
Home > Artigos > Receita Federal treina 100 auditores para fiscalizar as redes sociais

Receita Federal treina 100 auditores para fiscalizar as redes sociais

Agora é oficial! A Receita Federal está fiscalizando as redes sociais. Os auditores irão analisar as postagens e fotos dos contribuintes nas redes sociais. Quem ostenta na web e não declara no Imposto de Renda vai ter que se explicar.

As redes sociais têm ajudado de duas formas:

A primeira é quando os auditores da Receita cruzam as informações que a pessoa colocou na declaração do imposto de renda, ou seja, renda e patrimônio com fotos e coisas que a pessoa costuma postar nas redes sociais.

A segunda forma de investigação é para o caso de buscas patrimoniais, quando o contribuinte deve para a Receita. Os técnicos verificam se existem bens que possam ser penhorados para o pagamento dessa dívida.

O auditor fiscal da Receita Federal, disse que “eles” (contribuintes) querem mostrar para as outras pessoas carros de luxo, iates, as viagens e as mansões, isso não se esconde nas redes sociais.

Todos os contribuintes têm até 29 de abril para entregar a declaração do IR. Por isso é preciso ficar atento ao prazo e correr atrás de documentos que possam demorar mais tempo para disponibilização. A multa pelo atraso na entrega no Imposto de Renda (IR) vai de R$ 165,74 a R$ 20% do imposto devido.

A Receita Federal começou desde primeiro de março as declarações do IR 2016. Os contribuintes têm até 29 de abril para entregar o documento ao fisco. Deverá declarar o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.123,91 em 2015, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributáveis de mais de R$ 40 mil e bens de R$ 300 mil ou receita de mais de R$ 140.619,55.