terça-feira, julho 5, 2022
Home > Artigos > 6 dicas para gestão de pequenas empresas

6 dicas para gestão de pequenas empresas

1. Automatize sua operação
O ditado é verdadeiro – tempo é dinheiro. Isso é especialmente verdade quando você administra uma pequena empresa e tem um tempo limitado para lidar com todas as operações do dia-a-dia. Você pode fazer valer cada minuto aproveitando a automação para aumentar sua eficiência. Você pode usar aplicativos e programas para registrar planilhas de horas, rastrear seu inventário, gerenciar seu dinheiro e muito mais. Os aplicativos de produtividade podem automatizar sua lista de tarefas, facilitando o acompanhamento de tarefas urgentes e o planejamento de seus dias ocupados. Existem vários aplicativos e programas projetados com o gerenciamento de pequenas empresas em mente, para que você possa escolher os que são adequados para sua operação. Manter o controle de todas as informações que fazem seu negócio ser executado manualmente leva uma eternidade, mas a automação torna isso rápido e fácil e libera seu tempo para as tarefas que precisam de um toque humano.

2. Acompanhe a tecnologia que seus clientes esperam
Atualmente, clientes e clientes esperam que todas as empresas adotem a tecnologia atual para tornar a experiência do consumidor melhor, mais rápida e mais barata. Todos nós carregamos smartphones e esperamos poder nos conectar com as empresas que amamos online e em aplicativos. Parte do gerenciamento de pequenas empresas é garantir que sua marca atraia seus clientes. Isso significa manter um site de alta qualidade e oferecer o mesmo nível de tecnologia que seus concorrentes para manter seus clientes satisfeitos.

3. Delegar Tarefas
A gestão de pequenas empresas não se trata apenas de você e da empresa – trata-se também de gerenciar seus funcionários de forma eficaz. Este é o seu negócio e você pode se sentir relutante em deixar que outras pessoas assumam parte dele, mas saber quando delegar pode economizar tempo e dores de cabeça. Se você tem funcionários regulares, pode treiná-los para fazer as coisas do seu jeito até que estejam prontos para assumir a responsabilidade por partes do negócio. Caso contrário, pode valer a pena contratar um freelancer ou trabalhador contratado para projetos que exigem tempo, mão de obra ou experiência que você não possui. Construir um site é um ótimo exemplo – pode ser mais fácil contratar alguém experiente do que descobrir por conta própria.

4. Nunca esqueça seu orçamento
Um orçamento é uma ferramenta necessária para definir as despesas projetadas, preparar-se para os inevitáveis dias chuvosos e acompanhar sua saúde financeira. Não importa o quão ocupado as coisas fiquem no dia-a-dia, você sempre precisará estar atento à situação financeira do seu negócio para ter certeza de que está em uma posição segura e estável. Lembre-se de que seu orçamento é um documento dinâmico. À medida que suas necessidades de negócios crescem e mudam, convém reavaliar seu orçamento e fazer os ajustes necessários. Os especialistas recomendam uma revisão mensal de todos os seus custos e despesas orçamentárias para se manter no caminho certo. 5. Gerencie seu inventário
Quando você está vendendo um produto, parte de sua função gerencial será gerenciar seu estoque. Você vai querer encontrar um bom sistema para gerenciar seu estoque, rastrear o que vende e, se necessário, rastrear seu envio. Este é um lugar onde você pode aproveitar a automação para rastrear seus usos e necessidades de inventário. Você também precisa gerenciar seu estoque se estiver prestando serviços – você tem uma quantidade finita de mão de obra e suprimentos para trabalhar e precisará garantir que tenha o suficiente de ambos nos momentos certos para manter seus clientes satisfeitos.

6. Estabeleça metas concretas
Grande parte do gerenciamento de pequenas empresas está focado nas tarefas do dia-a-dia – garantir que você tenha o inventário certo, manter seus clientes satisfeitos, cuidar de suas finanças e muito mais. No entanto, tome cuidado para não deixar que essa rotina diária ofusque suas metas de crescimento de longo prazo. A melhor maneira de ficar de olho no quadro geral é definir metas concretas e quantificáveis e verificar regularmente para garantir que você esteja indo na direção certa. Suas metas podem refletir um certo número de clientes atendidos, um certo número de produtos vendidos ou alguma outra medida de sucesso. Talvez você queira expandir para um segundo local – esse é outro objetivo que você pode acompanhar. Anote seus objetivos e revisite-os regularmente para manter seus negócios na direção certa.

fonte: Accion Opportunity Fund